Zalts Blog

Se há uma coisa que o sistema operacional Linux oferece são possibilidades. A sua característica principal, de código aberto, abriu as portas para que o mundo todo pudesse explorar o kernel para as mais diversas necessidades, e houve quem muito bem tenha se aproveitado disso, como é o caso do Ubuntu ━ distribuição que estabeleceu não apenas uma gama de aplicações, mas uma comunidade organizada por padrões e metas de qualidade a serem perseguidas e alcançadas e que, por sua vez, fez surgir toda uma filosofia de desenvolvimento de sistemas em comunidade, acessível a todos.

O próprio nome da distribuição reforça esse propósito: ele deriva de palavra de origem sul-africana para representar a atitude das pessoas de estarem sempre abertas e disponíveis para colaborarem umas com as outras e crescerem juntas. Em suma, ubuntu significa “sou o que sou pelo que nós somos”.

De fato, são milhões de usuários em todo o mundo e uma das maiores comunidades internacionais de desenvolvedores, que atuam permanentemente para prover as atualizações que mantêm o sistema cada vez mais completo e eficiente.  Um dos compromissos da patrocinadora do Ubuntu, a Canonical Ltd., é de lançar uma nova versão do Ubuntu a cada seis meses, sempre em abril e outubro. Cada nova versão possui suporte completo, incluindo atualizações de segurança por nove meses. Além disso, há as versões LTS (Long Term Support), lançadas bianualmente e que, por serem mais completas, são suportadas por cinco anos para servidores e desktops.  

A questão da segurança, aliás, está entre os principais fatores para o crescimento em larga escala do Ubuntu como o sistema operacional baseado em Linux mais utilizado do mundo, seja em nuvem, servidores, desktops ou smartphones. Para que se tenha uma ideia, desde 2014 ele vem sendo eleito pela CESG  autoridade técnica de tecnologia da informação do Reino Unido como sistema operacional mais seguro do mundo. Outros países como a França e Grécia, além de universidades como Harvard, Oxford e Nantes confiam no Ubuntu como seu sistema operativo principal. No Brasil, a distribuição já opera integralmente nas Forças Armadas.

Completam a lista de justificativas para o sucesso do Ubuntu o fato de que ele é e sempre será gratuito  ━ um diferencial e tanto para quem busca, além de suporte e segurança, uma opção financeiramente viável ━ e de possuir as melhores traduções e recursos de acessibilidade que a comunidade de software livre tem a oferecer.

Faça parte dessa comunidade

Como tudo o que ajuda a desenvolver e melhorar a relação de usuários, principalmente empresas, com o universo da tecnologia, a Zalts utiliza a plataforma Linux aos projetos implantados em seus clientes, recomendando o dando suporte completo na migração para distribuições capazes de oferecer a máxima experiência em recursos, disponibilidade e eficiência, como é o caso de Ubuntu.

Para saber mais sobre todas as possibilidades das aplicações de código aberto e como elas podem contribuir para o seu negócio, solicite uma avaliação gratuita da Zalts. Envie um e-mail para contato@zalts.com.br, ou acesse o nosso site zalts.com.br.

Leave a reply
Back to top