Zalts Blog

O ano era 1991. Mais precisamente, 25 de agosto de 91. Naquela data, certamente Linus Torvalds não poderia imaginar que o anúncio de um novo kernel, o qual ele considerava apenas como um projeto pessoal e sem grande pretensões, alcançaria, 25 anos mais tarde, o título de revolucionário para o desenvolvimento e status da tecnologia de código aberto tal qual ele é hoje.

O criador do kernel, Linus Torvalds
Linus Torvalds

Os números do Relatório de Desenvolvimento Kernel Linux apresentado por Torvalds durante a LinuxCom 2016, realizada na semana passada, mostram que hoje o núcleo Linux suporta mais de 80 arquiteturas diferentes, conta com 22 milhões de linhas de código com mais de 5.000 desenvolvedores de cerca de 500 empresas que contribuem para o seu aperfeiçoamento. Intel, Red Hat, Linaro e IBM são as principais contribuidoras.

O kernel domina as infraestruturas de Big Data, internet, comanda centros de dados corporativos, sites, bolsas de valores, e é o núcleo do sistema operacional mais utilizado por usuários finais com o Android, sistema operacional para celulares, estimado em 1,5 bilhão de usuários. Dos 500 supercomputadores mais rápidos do mundo, 497 operam com sistema Linux, entre eles, os servidores do Facebook, Google e da Amazon.

A razão para tanto sucesso? Por se tratar de um kernel de código aberto, ele serve de estrutura para o desenvolvimento dos mais diversas distribuições, como Ubuntu, Debian, Mint e Fedora ⏤ cada uma delas com suas particularidades e objetivos, de gerenciamento de serviços a ferramentas de configuração e tantas outras possibilidades.

Sobre o futuro ⏤ a considerar que nos últimos 10 anos o calendário de lançamentos tem permanecido constante, com um novo kernel sendo lançado a cada dez semanas e uma média de 7,8 mudanças por hora, e que a sua utilização é cada vez maior no desenvolvimento da Internet das Coisas e em projetos como o dos veículos que exploram a superfície de Marte ⏤ , ainda ouviremos falar e, mais precisamente, conviveremos muito com ele.

Que venham os próximos 25 anos!

Leave a reply
Back to top